Discurso de vereador de Alfenas contra ação de mãe PM que matou assaltante ganha repercussão nas redes sociais

Discurso de vereador de Alfenas contra ação de mãe PM que matou assaltante ganha repercussão nas redes sociais

- em Brasil, Geral
Comentários desativados em Discurso de vereador de Alfenas contra ação de mãe PM que matou assaltante ganha repercussão nas redes sociais
O discurso do vereador Guinho teve reação negativa nas redes sociais (Foto: Alessandro Emergente/Arquivo)

Alessandro Emergente (Alfenas Hoje)

Um discurso do vereador Vagner Morais (Guinho/PT), durante a sessão legislativa da segunda-feira, viralizou nas redes sociais e ganhou repercussão nacional. Um trecho do discurso foi postado em uma página no Facebook e gerou reação negativa com mais de 6,5 mil comentários até a publicação desta reportagem.

A fala do vereador refere-se a um caso ocorrido na semana passada em Suzano (SP), quando uma policial militar, que estava em frente uma escola com a filha, matou um assaltante durante uma tentativa de assalto. O caso ganhou grande repercussão e a cabo Katia da Silva Sastre foi homenageada pelo governador de São Paulo, Márcio França (PSB), o que gerou crítica do vereador. “Fazer homenagem para quem mata é apologia ao crime”, afirmou.

Ação policial

Além da crítica a homenagem, Guinho criticou a ação da policial, o que gerou revolta nas redes sociais. Disse que, em momento algum, o assaltante disse que atiraria ou chegou a efetuar algum disparo. Na cena, que foi registrada por câmeras de monitoramento, o ladrão aponta a arma para as vítimas, mães e crianças em frente uma escola.

Para o vereador, a policial tinha condições de impedir o assalto sem matar o criminoso. Porém, na avaliação de Guinho, a militar não fez essa tentativa e “simplesmente” assassinou o assaltante.

Viralizou

As sessões da Câmara Municipal são transmitidas ao vivo no youtube e, após a reunião, o trecho da reunião legislativa, que refere-se a fala do parlamentar, foi publicada na página Marcos do Val, onde alcançou mais de 338 mil visualizações e teve quase 6,7 mil compartilhamentos até a publicação dessa reportagem. Mais de 6,6 mil comentários, com reações negativas, foram registrados no post.

Manifestação oficial

Após a divulgação do vídeo, a Câmara Municipal recebeu inúmeros telefonemas e e-mails com críticas e até manifestações de hostilidade. Na manhã desta quarta-feira, a presidência da Câmara Municipal publicou uma nota oficial na qual manifesta-se contrária a fala de Guinho, informando que a opinião do petista é isolada no Legislativo de Alfenas.

“A Câmara Municipal de Alfenas entende que a Cabo Katia da Silva Sastre agiu no estrito cumprimento do dever legal e em defesa da coletividade, portanto merece o respeito de todos os demais vereadores diante do fato ocorrido em Suzano”, diz a nota.

A Câmara Municipal publicou uma nota oficial sobre o caso (Foto: Reprodução/Site da Câmara Municipal de Alfenas)

Durante a sessão legislativa, a fala do vereador recebeu críticas de outros vereadores como Edson Lélis (Edson da Dsitriuidora/PR) e de Reginaldo Flauzino (PHS), que atua na área de segurança pública como integrante da Guarda Civil Municipal (GCM).

Flauzino chegou a criticar o posicionamento de Guinho em relação a ação da policial. Lembrou que, na sessão anterior, o petista havia solicitado uma moção de pesar à família de Reginaldo Pereira da Silva (Nadinho), que era apontado como um dos chefes do tráfico de drogas em Alfenas e que foi assassinado no Presídio de Varginha. À reportagem, Flauzino disse não ser contrário a iniciativa de Guinho em apresentar moção de pesar à família de Nadinho.

Histórico de polêmicas

Guinho coleciona polêmicas em suas falas. Durante a sessão legislativa de segunda-feira, o vereador pediu desculpas por ter dito, na sessão anterior, que a maioria da polícia é corrupta. Ele se retratou em plenário ao classificar sua fala como infeliz.

Em 2014, Guinho foi condenado pela Justiça a pagar uma indenização de R$ 6 mil ao sargento da PM, Alan Almeida dos Santos, por danos morais. Naquele mesmo ano, ele já tinha pedido desculpas a Polícia Militar por ter dito que os policiais queriam “pegar dinheiro do traficante” ao invés de prender os traficantes.

Nota da Câmara Municipal na íntegra

O presidente da Câmara Municipal de Alfenas e seus demais Vereadores, com exceção do Vereador Vagner Tarcísio de Morais (Guinho), esclarecem que não compactuam com os argumentos expostos por este Vereador em Reunião Ordinária no dia 14 de maio. Inclusive, durante a reunião alguns vereadores já haviam manifestado apoio à PM.

A Câmara Municipal de Alfenas entende que a Cabo Katia da Silva Sastre agiu no estrito cumprimento do dever legal e em defesa da coletividade, portanto merece o respeito de todos os demais vereadores diante do fato ocorrido em Suzano (SP).

Em Tempo

Após a repercussão, Guinho publicou um vídeo nas redes sociais no qual esclarece a sua fala. Disse que sua crítica é em relação a postura do governador, pré-candidato à reeleição, em fazer a homenagem a ação policial contrariando a estratégia adotada pela cúpula da PM de São Paulo, que busca reduzir os índices de letalidade da corporação. A informação foi publicada pelo jornal Folha de S. Paulo.

Especialistas ouvidos pelo portal Uol apontam a ação da policial como correta, mas temem que a atitude do governador possa prejudicar a estratégia definida pelo comando da PM.

Confira abaixo dois vídeos com os discursos em plenário. Um deles o do vereador Guinho, criticando a ação da policial, e o outro do vereador Flauzino em reação ao discurso do petista. Um terceiro vídeo, logo abaixo, mostra o vereador Guinho explicando a sua fala após a repercussão.

 

Comentários Facebook

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja também

Projeto de Hildo Rocha proíbe uso do Fundo Partidário em campanhas eleitorais e propõe corte de R$ 500 milhões nos repasses

O Deputado Federal Hildo Rocha protocolou Projeto de