CHAPADINHA | 11 mil consumidores de baixa renda não pagarão taxa de iluminação pública

CHAPADINHA | 11 mil consumidores de baixa renda não pagarão taxa de iluminação pública

- em Chapadinha, Geral, Variedades
0

Secom – Prefeitura Municipal de Chapadinha 

Mesmo diante do cenário de crise e do déficit de correção da taxa de iluminação pública, o prefeito Magno Bacelar decidiu isentar consumidores de baixa renda de pagar o tributo.

A medida foi tomada após uma solicitação dos vereadores da base do governo (Nonato Baleco, Luiz Barbeiro, Marcelo Menezese, Marcely Gomes, Missecley Araújo, professora Vera, Netinho, Neto Pontes, Júnior Carneiro e Marcelo Aguiar), e que o prefeito optou por acatar a sugestão do parlamento.

“A boa relação com a Câmara nos permite sentar e discutir o que pode ser feito de melhor para a nossa cidade. Recebi os vereadores para tratarmos dessa questão, entendi que a solicitação era válida e por isso mesmo optamos por acatá-la. Serão beneficiadas com isenção as famílias que consumirem da faixa de 0 a 79 kwh (quase 11.000 mil unidades consumidoras), ou seja, quase 50% das 27.000 unidades que a cidade dispõe aproximadamente”, disse o prefeito.

O vereador Nonato Baleco avaliou positivamente à medida que terá impacto positivo nas famílias beneficiárias dos programas sociais.

“Queremos enaltecer a presteza do prefeito em atender essa reivindicação que entendemos ser bastante válida. Entendemos a complexidade de dispensar receita em tempos de crise como o nosso, mas qualquer tributo a menos no orçamento das famílias já representa economia no orçamento das famílias”, explicou o parlamentar. 

Comentários Facebook

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja também

Criança é impedida de se matricular em escola por ter cabelos crespos

Segundo denúncia dos pais, ato, considerado racista, partiu